Archive | REFLITA RSS feed for this section

Esse tem tudo pra ficar famoso

19 jul

Será que lota estádio?

AUEHAUHEAUAEHuaeh

Uma canção (nada) clichê

19 jul
Domingo. Mais um. Apenas mais um. Como todo outro domingo é. Você escolhe uma roupa bonita, e vai para o mesmo ponto de encontro de sempre. Você vai à igreja. Cumprimenta os irmãos da recepção, dá um alô para o pastor, encontra os amigos e sentam todos juntos. Começa mais uma vez, um culto.
Você já sabe de cor o que vai acontecer, quantas músicas vão tocar até o dízimo, quantas até a pregação. Sabe que vídeo especial vai passar, e quem vai pregar. Nada do que acontece ali é novo para você, exceto a cor de cabelo da mulher do pastor.

Por um lado você sabe que criou uma barreira fria e consistente de gelo em volta do seu coração, por outro, você sabe a que isso pode te levar. Começa o louvor. A mesma frase de abertura da semana passada, o mesmo ministro, os mesmos vocais, as mesmas músicas, exceto uma. E ahh, essa você sabe cantar sem colar.

“Mas ela parece estar diferente! Eu já a conheço, mas é como se a cantasse a primeira vez. Cada frase arde dentro de mim, cada palavra parece soar com mais força. Que fogo é esse que parece me incendiar, que parece derreter meu coração congelado pela mesmice religiosa? Mas, esse eu conheço. Eu já o vi. Esse ainda é o mesmo”- você pensa.

E só um refrão ecoa na igreja e arde em você:

“Espírito, Espírito, que desce como fogo. Vem como em pentecoste e enche-me denovo”.

Você percebe que ela não é uma canção clichê. Há uma mensagem nela, uma verdade, uma só realidade.

Eu saquei. Só terei garra para enfrentar esse mundo a fora, e conquistar as pessoas para o“Deus da minha vida, que me compreendeu sem nenhuma explicação”, se eu for cheio desse Espírito que tanto estou “acostumada” nas mesmices, nas rotinas de domingo. Incrível como Ele é o mesmo, o mesmo que te aceitou, o mesmo que desceu sobre você a primeira vez, e terá prazer de te encher denovo. Ele não negará o Espírito Santo a todos quanto o pedirem.

Não deixem que os anos te ceguem, que você não sinta mais a presença de Deus nos detalhes com o passar do tempo. Não morra espiritualmente. Não rejeite o Espírito que deseja descer sobre vocês todos os dias.

Antes que a indiferença e a frieza apaguem a chama que arde em seu peito, antes que a humildade ceda e o orgulho te domine, antes que seja tarde, clame, cante de coração a canção que para tantos é clichê!

Em amor,

@CamilaZaponi

Romanos 9:6

14 jul

Medite na palavra.

Deus está falando

14 jul

Mudança de valores – Kit Gay

6 jul

Ajude a divulgar esse vídeo, repasse!

Confissões de um coração não mais sem Deus

5 jul
Que tolisse! Eu querendo encontrar a razão de tudo. Querendo encontrar algo que me desse direção, mas que confrontasse, algo ou alguém amável o bastante para não massagear o meu ego. Se parar pra pensar, todos nós temos essa busca. É como se o tal Criador colocasse em nós o mesmo instinto do pássaro para voar. Precisamos desse algo.
Meus olhos começam a se abrir mesmo eu não querendo. Minha mente voa mais rápido do que posso acompanhar. As perguntas que antes eu mesmo me fazia, agora aparecem com as mais simples respostas. Meus questionamentos com tão bons fundamentos, se afundam como um titanic. E minha carcaça de cético se desfaz. Será que no auge da minha vida vou voltar atrás e reconhecer o que realmente eu sempre fui?Mais uma vez: Que tolo! Sem perceber eu reconheço. Lá dentro, onde só Aquele conhece, eu sei quem sou. Minhas inteiras mentiras disfarçadas de meias verdades, usadas para confundir o pequeno e o grande, para a satisfação de pobre ego, se desmancham. Que luz é essa que insiste em mostrar minhas trevas?

A mesma luz irradiada por aquele que disse: Haja luz!
Aquele Criador que chama cada estrela pelo nome.
Aquele Criador detalhista o bastante para colocar em mim cílios e pálpebras, só para proteger meus olhos.
Aquele Criador detalhista o bastante para dar a Saturno anéis, como não cuidaria da minha vida?

E como desprezar todas as evidências? É claro que é loucura seguir a Cristo, Ele nunca disse que não seria. Só loucos aceitariam morrer para si mesmos nessa vida para viver com Deus na eternidade. Seu caminho não é perda de tempo, é nosso único e válido investimento. Sua verdades não são subterfúgios, são a única saída. Sua vida não foi de brincadeira, foi, é e será nossa única esperança. Você, o único caminho, a única verdade e a verdadeira vida! O único para sempre!

Onde eu estava que não percebi que sempre estavas aqui?

Pobre, cego e nu. Pobre de espírito, cego de verdades, e nu de vergonha. É assim, não só que me sinto, mas como sempre fui. Não posso fugir daquele que tudo vê, nem me esconder daquele que está em todo lugar, muito menos me ausentar de Sua presença. Hoje eu sei, eu deveria ter prestado atenção nas músicas infantis que diziam isso. Hoje eu sei, quem sou, quem sempre fui, e em quem posso me tornar contigo. O que você faz com aqueles que nada são. Não posso mais fugir de Você.

Para onde mais eu irei? Só Tu tens as palavras de vida eterna!

@CamilaZaponi

 

 

Via Juventude na Rocha

Eclesiastes 5:10

29 jun

Confissões de um coração sem Deus #3

28 jun
Não quero ser adorador. Não tenho estômago. Sou lúcido demais para alienar-me quanto à verdade da adoração. Sincero demais para aceitar subterfúgios que reduzam sua gravidade.
Também não estou disposto a performances religiosas ou espasmos emocionais cujas características externas sirvam de disfarce. Tenho pavor de delírios coletivos ou manipulações de qualquer ordem. Posso não ser perfeito (estou muito longe disso!), mas também não sou hipócrita. Sei o que é adoração e repito: não quero ser adorador!Por favor, não se assuste comigo ou minha postura enfática. Creia-me: você também não deseja ser adorador. Por quê? Porque adoração é reconhecimento.

O adorador reconhece a dignidade, a grandeza e a santidade daquele a quem adora. Confessa seus atributos, exalta as maravilhas de seu caráter, agradece o favor recebido e compromete-se com suas exigências de conduta e condição. Elogia, não como quem faz política de boa vizinhança, mas como quem percebe a inegabilidade do fato: o adorado é Deus, com toda plenitude que essa palavra quer evocar.

Não entendeu? Acompanhe-me com paciência. Adoração é via de mão-dupla, como todo reconhecimento verdadeiramente fundado: a dignidade do adorado é, ao mesmo tempo, a prova da indignidade do adorador. A grandeza daquele, prova da pequenez deste. Sua santidade, prova do pecado e da maldade naturais do que se aproxima. Se este confessa atributos, confessa-os na qualidade de quem é desprovido.

Se exalta o caráter divino, exalta-o na expectativa do tratamento que seu próprio caráter tanto necessita. Se agradece o favor, agradece-o como imerecido. Se compromete-se, é com aquela convicção de incapacidade e fraqueza que não esconde a tendência ao fracasso, não fosse a misericórdia celestial.

Não, não estou exagerando. O adorado é luz e o adorador, trevas. Estas, como o próprio Jesus Cristo afirmou, fogem daquela. Eu fujo, pois dói em meus olhos acostumados às sombras. É… eu bem que poderia colocar óculos escuros, com lentes coloridas, quem sabe? Eles me ajudariam a resistir à força da luz, incorporando-a, aos poucos, à minha própria escuridão.

Claro que ela não se renderia; continuaria brilhando, intensa, reveladora. Mas eu não a notaria em todo seu fulgor. Veria de modo ofuscado, apagado, irreal. Seria mentira, mas bem-estar. Sinto, porém, que cairia naquelas outras palavras do Mestre: se a luz que há em ti são trevas, que grandes trevas são!

Insisto: não quero ser adorador. Teria que negar minhas pretensas qualidades pessoais, as quais – gosto de crer – distinguem-me dos demais. Teria que anular as demandas da autoestima, pois haveria de perguntar, ante tanto esplendor, “quem sou eu” ou “que valor tenho em mim mesmo, para que seja amado”.

Não sei se tenho fôlego ou disposição para uma renúncia nesses termos. Precisaria aceitar verdades a respeito da Graça e do Amor que não quero, depois, ter que compartilhar com meus desafetos ou incômodos relacionais. Pior ainda: teria de obedecer, com alegria, as exigências da fé e servir, com gratidão de alma, às prioridades espirituais. E se falhasse, teria de adorar com coração quebrantado e arrependido, à espera de perdão, o que só aumentaria a percepção da distância e da diferença. É muita coisa para mim.

Agora me compreende? Dureza essa conversa de adoração, não acha? Acredito que, para uma pessoa ser adoradora de fato, ela precisaria estar morta, ao menos para si mesma. Entregue, certamente, sem reservas ou vaidades, a uma confiança tal que somente uma certeza de mediação e reconciliação plenas poderia conferir. Talvez, imagino, tomada por um Espírito outro, direcionador, confrontador, revelador, e ainda amável, bondoso, fortalecedor, para que não desanime no caminho nem desvie para as tentações do ego e do orgulho.

Mas onde, por Deus, alguém poderia encontrar tudo isso? Em quem, meu Jesus, em quem?

(Continua…)

@CamilaZaponi

Confissões de um coração sem Deus – Parte #2

28 jun
Desejo uma fé que funcione. Uma que eu possa acionar sempre que preciso. Que resolva meus problemas sem me dar muito trabalho. Eficiente e infalível.
Desejo uma fé que funcione na realização de outros tantos desejos. Simplesmente porque a quantidade deles extrapola meus recursos, limites e mesmo força de vontade. Esse mundo oferece muitas coisas; não dou conta de conquistar todas elas. Alguém me disse que a fé pode ajudar.

Preciso de uma fé simples, sem grandes desafios ou exigências. Algo mais parecido com um roteiro, um mapa ou uma receita. Que não me obrigue a reflexões, mas apenas procedimentos. Faça isso… agora aquilo… deste jeito… tantas vezes… Seria o ideal.

Não sei se me faço compreender. Posso ilustrar: a fé que desejo não é exatamente a fé bíblica, histórica, dos homens e mulheres que pagaram o preço de um relacionamento com Deus; seria mais como encontrar uma lâmpada mágica, daquelas que abrigam gênios poderosos, que esfregamos para fazer pedidos e receber os resultados. Por que não?

Como nunca encontrei lâmpada nenhuma, tento fazer da Bíblia uma espécie de caixa mágica dos desejos. Leio-a, não para aprender suas lições, princípios e valores, mas para me apropriar do poder que ela deve ter. Afinal, é a Palavra de Deus. Deve funcionar. Deveria…

Dia desses me disseram que faço mal. Que não é assim que as coisas “funcionam”. Que eu deveria aproximar-me de Deus com coração reverente e espírito submisso, interessado muito mais em obedecer à Sua vontade que em satisfazer meus anseios. Insistiram que, se eu me negasse e me rendesse aos propósitos do Senhor, seria feliz de fato e veria meus sonhos mais íntimos realizados, como jamais imaginei. Não sei… Abrir mão para ter? Perder para ganhar? Não faz sentido.

Como também não faz sentido acreditar na palavra da Bíblia sem qualquer prova de sua utilidade prática. Dar crédito aos fatos que narra, às profecias que apresenta e aos mandamentos que propõe sem antes experimentar sua validade e eficácia? Se eu não vir suas marcas ou tocar suas feridas, de modo algum crerei…

No fim das contas, fico pensando: não sei se quero ser cristão; acho que quero apenas ser feliz. Se pelo menos um gênio da lâmpada me aparecesse e oferecesse os reinos e a glória deste mundo…

Continua…

Anônimo

Ainda não tire conclusões do texto, a série continua…

God Bless @CamilaZaponi

Confissões de um coração sem Deus

28 jun
Não é possível ser cristão nos dias de hoje. Duvido muito que alguém consiga. Só se for morar solitário em meio ao nada. Ainda assim, pode fracassar. As exigências da fé são muito grandes, exageradas, distantes da nossa realidade.Fantasia de gente alienada e ignorante, que encontra na religião um modo de fugir dos problemas e aplacar o peso da culpa.

 

Mentira.

Já parou para prestar atenção no cristianismo? Sugere que amemos os outros como a nós mesmos (inclusive os inimigos), oremos pelos que nos perseguem (pelo seu bem, veja só!), perdoemos a qualquer que nos fira (ilimitadamente), ofereçamos a outra face (e mesmo depois, continuamos sem o direito de revidar), emprestemos a quem nos pede caminhemos segunda milha (e de boa vontade, se quer saber), neguemos nossa individualidade e tomemos nossa cruz. Tudo isso de coração sincero e alegre. Pode?

A lista não pára. O cristão deve falar sempre a verdade, servir com dedicação, ler a Bíblia, fazer orações, fugir da cobiça, ser generoso com seus bens e dar a César o que é de César. Duvido que um empresário consiga ser bem-sucedido sem sonegar impostos ou trapacear. Duvido que um político consiga governar sem conchavos ou corrupção. Duvido que um casamento dure a vida inteira, com tanta opção por aí.

Digo e repito: não é possível ser cristão nos dias de hoje. O mundo mudou muito. Ficou mais competitivo, veloz, liberal. Importa ser feliz e seguir o coração. Fazer o que dá certo, pois, se dá certo, está certo. Gestão motivada por resultados. Nada é mais desejável que curtir a vida, desfrutar do momento e aproveitar as oportunidades que caem no nosso colo. CARPE DIEM! Vamos deixar a fé e a religiosidade para os pobres, desesperados, solitários e doentes. Eles precisam mais…

Na minha modestíssima opinião, o cristianismo não dura muito. Cedo ou tarde, todos perceberão a incoerência de sua proposta. É preciso acompanhar o desenvolvimento da história, adaptar a vida aos novos desafios, EVOLUIR. Não é possível continuar praticando princípios e valores de 2000 anos atrás. Só mesmo acreditando no impossível. Só acreditando em milagres. Só se existisse um Deus capaz de fazer o impossível. Só mesmo acreditando num Deus que faz milagres. Mas alguém ainda acredita em tudo isso?

Continua …

(Autor Anônimo)

Não tire conclusões do texto ainda, a série continua…
God Bless @CamilaZaponi

Salvo? De que?

27 jun
Você já viajou de avião? Se respondeu positivamente, com certeza já de deparou com uma das aeromoças falando e gesticulando sobre as instruções de segurança durante o vôo ou em caso de qualquer tipo de incidente.
Elas explicam quando desligar ou ligar aparelhos eletrônicos, quando e como colocar o cinto de segurança, o que fazer quando o compartimento liberar máscaras de oxigênio, explicam também que parte do acento flutua, para o caso de acidentes no mar, enfim, um monte de coisas que com o passar do tempo você até deixa de prestar
atenção, partindo do pressuposto que nada de errado vai acontecer. Mas algo que eu nunca vi nem ouvi, foi qualquer instrução com relação ao uso de paraquedas. Na verdade nem se quer há paraquedas suficientes para o tanto de passageiros. E sabe de um coisa, a grande maioria das pessoas nem se importa tanto assim. Novamente, elas partem do pressuposto que tudo vai dar certo.As pessoas consciente ou inconscientemente, já vêem Jesus como um paraquedas, mas o grande problema é que ninguém faz questão, ninguém quer usar. Somente na hora do sufoco, quando o avião está caindo, é que todo mundo sai correndo atrás de um. Ninguém quer ser o único no vôo usando todos os apetrechos dos paraquedas, afinal, ele vai ser exposto ao ridículo e ser tido como maluco. Mas e se você tivesse a
certeza de que o avião iria cair? Valeria a pena ser tido como louco?

Deixa eu te falar uma coisa. Você e eu podemos até não entender de aviação, mas no vôo da nossa vida as turbinas estão defeituosas, este mundo está perdido, e a qualquer a momento o avião irá cair, e é melhor que estejamos equipadas com nosso paraquedas quando issocontecer.

“Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca.” (Mateus 24:38).
Na conhecida história de Noé, uma tipologia da história de nossas vidas, embora o profeta insistisse em alertar o povo, este insistia em manter o mesmo estilo de vida. Noé sabia o que estava prestes a acontecer, ele creu e tentou levar o povo para a verdade, mas ele foi tido como louco, e o povo apenas continuou vivendo na crença que nada de ruim lhe aconteceria. Todos nós sabemos que o fim dessa história
foi quase a extinção da vida. No entanto é isso o que a maioria das pessoas fazem, elas comem, bebem, estudam, namoram, casam, trabalham, conquistam grandes coisas, enfim, parecendo acreditar que tudo se resume às suas poucas décadas de vida terrena.

Um dos meus escritores prediletos é o Brennan Manning, autor de diversos livros transformadores que tratam do evangelho original, aquele que de fato Cristo veio trazer. Quando leio livros, tenho o costume de anotar as frases que me despertaram algo, mas quando eu leio Manning, tenho que tomar cuidado para não transcrever o livro inteiro, pois o seu conteúdo é repleto de revelações grandiosas das coisas de Deus. E algo que Brennan disse exortando a Igreja, acho que bem se aplica também ao mundo. “Vocês estão se banqueteando e dançando em cima de um vulcão que pode entrar em erupção a qualquer momento”.

O perigo é eminente e a indiferença a ele pode, e vai, trazer muitas conseqüências. O nosso grande problema é achar que está tudo às mil maravilhas do jeito que está. Afinal, o avião está voando, e estamos aqui, aconchegados em nossas poltronas, sendo servidos pelas aeromoças, alguns até na primeira classe, e dentro de instantes
chegaremos ao nosso destino supostamente traçado.

Mas para infelicidade de muitos, tudo isso é uma mentira, que começou de um boato há muito tempo atrás, lá no Jardim do Éden: “Certamente não morrereis.” A serpente persuadiu Eva, e juntamente a Adão, fazendo-os acreditar que tudo ficaria bem. E é exatamente isso que Satanás vem fazendo a essa geração. Ele coloca venda em seus olhos, e a coloca para andar em direção a um abismo. A humanidade está cega e morta.

Quando Deus disse a Adão que não comesse da árvore do conhecimento do bem e do mal, Ele avisou: “…para que não morrais”. Obviamente Deus não estava mentindo. A morte chegou ao mundo no instante que as primícia da humanidade pecou. A morte física com alguns anos de prazo, mas a morte espiritual foi instantânea. O homem teve seu espírito amortecido, maculado pelo pecado, e impuro. Por causa disso, a santidade de Deus não mais poderia ter comunhão com o homem, e o espaço que havia no coração de Adão e Eva, que antes era preenchido por Deus, passou agora a ser simplesmente um grande vazio.

Por muito tempo as pessoas vivem tentando se convencer que esse vazio não existe. Elas tentam preenchê-lo com coisas banais e quinquilharias. Às vezes até com coisas importantes, mas ainda assim não são suficientes para completá-las. Dinheiro, posses, sucesso, reconhecimento, glória de homens, amigos, mulheres, homens, prazeres, uma lista infindável que com o passar do tempo percebe-se insuficiente.

Nietzsche certa vez disse: “Homens de natureza vivaz mentem só por um instante: logo em seguida eles mentem para si mesmos e ficam convencidos e se sentem honestos.” E devo dizer que concordocom ele no que se refere à como a humanidade camufla sua infelicidade e o vazio do seu coração.

Depois de muito tentar, o homem enfim enxerga a sua condição, e quando, somente quando, ele perceber que dentro de si falta algo, é que ele poderá ser salvo. Ser salvo do vazio, salvo da morte, salvo de si mesmo, salvo da carne, salvo da ira de Deus. Manning disse algo parecido: “Estou convencido de que sem uma experiência profundamente sincera do nosso insondável vazio espiritual, não é possível encontrar
o Deus vivo.”

Abraço @rafaelvilarins.

1 Coríntios 6:16

27 jun

Jovens… O que há conosco?

17 fev

Aleluia!
Como estão todos?!

Hoje vou postar um outro texto meu que escrevi a alguns anos!

Bom, vamos ao texto!

Jovens… o que há conosco? Dizemos que somos fortes e não passamos de meros fantoches nas mãos do inimigo. Não se escandalize é o que esta acontecendo, muitos jovens que demostram força, mostram capacidade de liderança e até mesmo pastoreio estão deixando suas vidas nas mãos de satanás.
Muitos de nós estão engajados nos ministérios de louvor, somos ótimos levitas, bons ministradores, mas por dentro somos vazios e não damos frutos como aquela figueira de Mateus 21:19.

O que há conosco jovens? Vamos a festas mundanas para beber bebidas alcolicas, fumar e, acreditem, se drogar… Aonde está aquele amor de quando crianças, que não iamos dormir sem orar “o pai nosso” com nossa mãe, que iamos com nossa melhor roupa para o culto de domingo, ei mas pera ai? continuamos indo, mas agora só para arrumar um(a) ficante dentro da igreja…

Jovens, Jovens… O que há conosco? Nossa boca foi feita para abençoar e não maldizer e falar palavrão, nossas mãos foram feitas para curar e não praticar o mal, e os nossos pés, ah nossos pés… foram feitos para pregar o evangélio, que por sinal não tem sido feito por nós. Falamos de futebol, garotas, novelas, garotos, filmes, games, computadores… até da tribo mais isolada da africa nós falamos, mas de Jesus, a vergonha e o medo de ser taxado de brega é mais forte.

Jovens o que há conosco, lemos harry potter, livros de ficção cientifica, revista de signos, até livros de bruxarias e vampiros, mas bíblia, nada…
Jovens precimos despertar para a vida espiritual COM CRISTO, pois ele está à porta e breve vem.

Deus os abençoe!

 

Autoridade Cristã

 

Eita vida!

16 fev

Deus que mandou eu terminar…

14 fev

“Deus mandou eu terminar com você”. Se você tem mais que 13 anos e nunca ouviu isso: Ou nunca namorou, ou esta com o pé na igreja e a boca la fora. (Beijando não crentes) Mesmo tenha a felicidade de nunca ter ouvido tais palavras, com certeza conhece alguem que passou por isso.

Caso voce nao sabe conquistar uma namorada,a leia o post: Como conquistar sua amada. (genial)


Ninguem tem a melhor desculpa para terminar um namoro do que um Evangélico #fato. Devido a fraqueza de muitos nessa hora Deus vira uma verdadeira muleta. O pior de tudo é que funciona. Diga pra ela que Deus mandou terminar que logo, logo ela fica calminha e aceita a tristeza do destino. Agora se atreva a tentar explicar que esta gostando de outra… e prepare seu ouvido para umas boas 2, 3 horas de choradeira.

O fato de funcionar não desculpa a vacilidade (vem do vacilão) do ato. Você que gosta de falar isso e ja falou: tome vergonha na cara! Quem se preocupa com a vontade de Deus procura saber antes de começar o namoro. Ninguem compra sapatos e depois de usa-lo alguns meses vai a loja e fala: Minha mãe mandou eu devolver. Ok, péssimo exemplo; mas se quer namorar, leve isso a sério para não ter que bancar o vacilão e culpar Deus por suas más decisões.

Próxima vez que ouvir: “Deus mandou eu terminar com você” saiba de duas coisas: 1. A pessoa na tua frente nunca foi nem sera sincera contigo. 2 Ela provavelmente não te merece. Aqui algumas respostas que voce pode dar… Memorize-as.

– Mas Jesus me disse pra continuar… e agora? comofas?
– Sim, ele me disse o mesmo 1 mês atras. Estava esperando a confirmação.
– Eu não sabia como te dizer isso… então pedi a ajuda d’Ele.
– Deus usando a mula mais uma vez.
– Eu não mandei você fazer isso (Pedir perdao por Blasfemia imediatamente apos)
– Deus virou anti-cupido agora?
– deus é o apelido do Ricardão? (não recomendavel… substituir nome por Mãe, Pai, Vó, etc.)

 

 

Vi no Loucos Por Cristo

Ele preferia os pecadores

14 fev

Um tema um tanto relevante o de hoje. Não estou aqui para ser polêmica, só quero apresentar algo que eu acredito ser o ideal e talvez a solução pra tantos conflitos. Vou contar uma situação que passei um tempo atrás e que fez dessa minha opinião o motivo de muitas causas da minha vida.
Num belo sábado à noite, entrou na igreja eu, uma amiga, e 2 caras pra assistir o culto. Mas estes não eram caras “normais”. Um tinha um moicano enorme e duro, correntes, calça rasgada e uma camiseta de uma banda de metal. O outro usava uma capa preta até os pés, lápis preto, e um crucifixo. Ao colocar os pés dentro da igreja roubamos a atenção de pelo menos metade dela, e quem dera fossem olhares de compaixão. Enquanto caminhávamos em direção ao banco, orava em pensamento pra que eles não percebessem os olhares de reprovação que recebiam, mas foi inevitável. Claro, não são burros. Conclusão: Fiz tudo o que pude naquele dia, e minha amiga também, mas eles nunca mais voltaram na igreja.

Criamos em nós barreiras usando como base o próprio cristianismo, ou melhor, a base doutrinária. A igreja nos impõe seus dogmas e doutrinas e os aceitamos sem ao menos saber o porquê daquilo tudo. E é quando surge o preconceito.

“Por que na casa do Senhor, tem que se vestir com decência, respeito e reverencia.” – Cara, isso é verdade, mas porque é verdade eu tenho que vestir uma burca pra ir ao culto? Ou eu uso saia ou terno, ou não estou respeitando a casa de Deus. Muitas igrejas pararam com isso já, não são tão radicais… mas e nesses casos que contei acima? É algo muito mais sério que só a roupa que visto.

LEGALISMO. É essa a palavra. Crentes tão radicais em tantos assuntos, que na hora de por o amor em prática, parece que se esquecem do 2º maior mandamento. E na moral, to cansada disso tudo. Invés de pontes, a igreja tem construído muros, e isolado cada vez mais os crentes do mundo real. E qual é a real? As esquinas e sua sala estão cheias de prostitutas, os becos e o centro da cidade estão cheios de drogados, nos hospitais e nas grandes empresas tem pessoas sem esperança. E a igreja está lá, lá dentro de quatro paredes.

Punks, hippies, rastas, emos, e todos aqueles gêneros do underground, quando vamos alcançar esse povo Igreja? Jesus preferia a companhia de pecadores a fariseus religiosos.

Paulo foi aquele que se fez um para com todos, a fim de alcançar alguns. Eu quero imitar Paulo porque Ele decidiu imitar Jesus. Eles não queriam ficar dentro dos templos, de terno e com uma bíblia de capa preta debaixo do braço que só servia pra pegar cheiro de desodorante.

Jesus parou tudo pra olhar nos olhos de Bartimeu para que assim ele pudesse olhar os seus. Jesus posou na casa de Zaqueu, o cobrador de impostos. Ele conversou com Nicodemos, o fariseu líder dos judeus, na madrugada. Ele largou a multidão a pedido de Jairo, para ressuscitar uma criança. Jesus percebeu a mulher com hemorragia. Ele deu atenção ao pedido do ladrão na cruz. (sacou os verbos?)

As atitudes de Jesus só tem que trazer VERGONHA a esse povo (no qual, me incluo) que se dizem cristãos (pequenos cristos). Eu acho que temos que ler mais a bíblia e ir mais ao cemitério. Pensar um pouco sabe. As pessoas estão morrendo todos os dias aos poucos perto de nós, e mais, pessoas estão morrendo de verdade perto de nós, e nós dentro de nossas confortáveis igrejas, em nossos confortáveis templos, nos confortáveis bancos. Temos que colocar isso que temos acima do pescoço, dentro da caixa craniana pra funcionar.

Não olhe torto a próxima vez que você ver um punk numa igreja e nem pense em julgar o cara mendigo que entra no seu templo limpinho, são todos seres humanos PODRES, PECADORES e NECESSITADOS DE GRAÇA como você e eu!

Até quando o evangelho do medo vai ser recitado nos palanques gospel? Até quando a igreja vai insistir em questões irrelevantes para a sociedade de hoje? E quando vamos entender que julgar o próximo não vai resolver o problema dele? Quando vai cair a ficha de que ter razão sobre o certo e o errado, não vai resolver a fome de quem não tem o que comer, nem o frio do mendigo sem coberta, nem a falta de escola para a criança do morro, nem a carência do homossexual, muito menos os distúrbios do viciado.

Se liga! E Deus abençoe!
@Camila Zapon

 

 

Juventude na Rocha

Você ora?

10 fev

Olá queridos!

Posso te fazer uma pergunta? Você ora? é isso mesmo! Você ora?

Você pode até me dizer: “Mas Rafael, que pergunta é essa?! É claro que eu oro!”
Amados essa pergunta pode ser muito boba, ou até mesmo sem sentido, mas a maioria dos cristãos não oram!

Vamos por uma definição na palavra oração!

Oração não é apenas falar com Deus quando se acorda ou quando vai almoçar ou mesmo quando se vai dormir… A oração é um dialogo constante entre o homem e Deus… É algo que deve ser feito em todo o tempo!

“Orai sem cessar. “ 1ªTessalonicenses 5:17

É pela oração que deixamos aos pés do Senhor os nossos anseios e tudo aquilo que nos deixa aflito!

“Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.” Filipenses 4:6

A oração produz paz! Sempre me perguntei o porque disso! (kkkk) Então entendi que no céu não há choro, nem temor, nem dores… e quando oramos nós entramos na presença de Deus que está no céu! Quando oramos literalmente esperimentamos parte da glória do céu e isso nos produz paz, uma paz que vai além da compreenção humana!

“E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.” Filipenses 4:7

Então galera, vamos dedicar mais tempo falando com Deus e menos tempo na internet, vendo bbb ou novelas, jogando games… Vamos nos fazer conhecidos diante de Deus, pois Ele procura verdadeiros adoradores!

Em Cristo

Rafael Mesquita

 

 

Vi no Autoridade Cristã

 

A verdadeira história de Rodolfo Abrantes

9 fev

Parte 1

Parte 2

Poucos querem pagar o preço

8 fev

Fazendo Discípulos

8 fev

Faça discípulos!